top of page

Blog

Você não come igual todo os dias!

Você não come igual todos os dias!

Estudando epidemiologia nutricional, mais precisamente estudos populacionais sobre consumo alimentar, uma coisa me chamou a atenção: a dificuldade de captar o hábito alimentar do indivíduo, levando a erros nestes estudos!

Na verdade, o erro ocorre quando os estudos coletam apenas um dia alimentar de cada indivíduo (ou seja, os indivíduos participantes na pesquisa anotam tudo o que eles consumiram nas 24h do dia anterior - chamado recordatório 24 horas). Porém, esse método leva a erros na pesquisa, pois nós não comemos as mesmas coisas e as mesmas quantidades todos os dias! Sim, isso é verdade!

Dá uma olhadinha aqui nesses gráficos, retirados de um artigo científico sobre consumo alimentar. Neles estão descritos o consumo alimentar de um indivíduo se alimentando sem nenhum tipo de restrição e controle durante vários dias.

O primeiro gráfico é relacionado ao consumo de gordura e o segundo ao consumo de vit A deste indivíduo. Dá pra observar ali que em 4 dias de análise foram consumidas 30g de gordura; em 5 dias de análise foram consumidos 90g de gorduda; e em 9 dias de análise, o indivíduo ingeriu cerca de 70g de gordura. A respeito da vitamina A, a variação é maior ainda! Ou seja, a cada dia o indivíduo consumiu um teor de vitamina A diferente!

Vocês devem pensar assim: essa variação diária é loucura! Pois nosso organismo precisa de nutrientes diários para se manter funcionante!

Mas sabem o que é mais interessante? Quando observadas as médias semanais do consumo destes nutrientes, as quantidades ingeridas eram aproximadamente aquelas que o organismo deste indivíduo precisava!

E querem mais uma coisa interessante? A quantidade de calorias ingeridas por estes indivíduos do estudo, comendo livremente sem nenhum controle de calorias, foi semelhante na maioria dos dias, mesmo variando a quantidade de nutrientes.

Na verdade, quando comemos livremente, conforme nosso estímulo de fome e saciedade, respeitando nossos sentidos, nós ingerimos conteúdo calórico similar diariamente. Há uma leve variação diária de macronutrientes (proteínas, gorduras e carboidratos). Ou seja, em um dia comemos um pouco mais de proteína, no outro um pouco mais de gordura... E há também uma grande variação dos micronutrientes (vitaminas e minerais). Mas com o decorrer de dias ou semanas, nosso corpo adquiri os teores de nutriente que ele precisa!

Isso mesmo, gente! O que acontece é que o nosso organismo não é uma maquinaria perfeita, com estímulos mecânicos, que consume a mesma quantidade de nutrientes todos os dias! Nós temos variações emocionais, hormonais, ambientais... que nos fazem ingerir quantidades diferentes a cada dia! Mas que no fim de um certo período (semanas, por exemplo), como nosso corpo humano é maravilhoso, acabamos fornecendo ao nosso organismo tudo aquilo que ele precisa.

Além disso, isso faz todo sentido, pois cada alimento é fonte de determinados nutrientes. E como comer todos os alimentos fontes no mesmo dia?!

Como vocês já tão carecas de saber, nós temos alimentos fontes de nutrientes. Banana é fonte de potássio, fígado de vitamina A e D, laranja de vitamina C, carne vermelha é fonte protéica e de ferro, arroz e feijão fornecem qualidade adequada de aminoácidos, abacate fornece gorduras boas, peixe é fonte de ômega 3... e por aí vai! Cada alimento é constituído de nutrientes diferentes e conferem benefícios diferentes. Mas já pensou ter que comer todos no mesmo dia para alcançar os requerimentos de cada nutriente? Na verdade, é isso que as pessoas têm tentado fazer...

E aí vem a confusão! Muitas vezes quando vemos nas resportagens da tevê, revistas e tals, sobre o novo benefício de algum alimento, achamos que temos que ingerir esse alimento todos os dias...

Mas não é isso, gente! Não precisamos comer todos os alimentos fonte todos os dias! Até porque haja estômago para comer tantos alimentos no mesmo dia, e haja paciência pra tanta monotonia diariamente!

Nosso corpo permite um consumo alimentar que varia diariamente! Podemos ir acrescentando alimentos fontes dia a dia, assim com o decorrer dos dias vamos enchendo nosso organismo dos nutrientes necessários :D

Mesmo com toda essa variação diária, nosso corpo é capaz de receber os nutrientes necessários! E além do mais, ele nos mostra o que ele precisa!

Quando comemos conforme nossos estímulos de saciedade e fome, tendo uma alimentação variada, comendo de tudo, respeitando nossos desejos e vontades e nossos estímulos psicólogicos, e tendo prazer com a alimentação, nós acabamos comendo os nutrientes que nosso organismo precisa! Isso não é suuuuper interessante? Nosso corpo é super inteligente!

Um exemplo, então!

Quando morei na Irlanda, fiquei uns dois meses sem comer carne vermelha, porque estava comendo muito peixe e frango. Comecei, então, a sentir uns desejos loucos por carne vermelha, e até cheiro de churrasco eu já estava sentindo. Provável que era meu corpo me avisando que eu tava precisando de umas dosezinhas de ferro!

Outro exemplo é de um documentário sobre naufrágio que vi esses tempos, no qual um homem ficou perdido no mar sem comida. Nos primeiros 15 dias ele comia a carne de peixe, crua, é claro. Mas depois desse período, ele começou a ter desejos por comer a pele e os olhos do peixe. Sabe por que? Porque ali estavam vitaminas e minerais que o corpo estava precisando!

Nosso corpo é meeeega esperto! E nos diz o que ele precisa! Isso não quer dizer que ingerimos todos os nutrientes necessários todos os dias! Mas com o decorrer do tempo nosso corpo consegue se abastecer daquilo que ele precisa!

Mas não, gente, não estou aqui pra dizer: Bora abandonar os nutricionistas, pois esses profissionais não servem pra nada! Não é isso! hehehe

Nutricionistas são muito importantes para lhe orientar, lhe ensinar sobre a alimentação e lhe educar a seguir seu próprio corpo! Você deve procurá-lo para lhe ajudar a reestabelecer seu equilíbrio, fazer as pazes com os alimentos, e ter uma vida mais leve em relação à alimentação!

O que quero dizer é: não aceitem dieta pronta de gaveta ou planos alimentares monótonos. Exijam educação, diálogo e aprendizagem! Exijam aprender a entender seu corpo e a se alimentar sem culpa! Exijam que o nutricionista busque à saúde e não foque apenas em aspectos estéticos. Exijam que seu nutricionista lhe observe como um ser humano particular, único e diferente de todos os outros, e que merece orientações individuais, e não apenas uma dieta de gaveta que é passada para todos os outros.

Sim, você é único, seu organismo é único e seu consumo alimentar é único.

Dietas de gaveta não são para você.

Dietas de celebridades não são para você.

Dietas de revistas não são para você.

Sabe o que é para você? Um cuidado único.

Bom, gente, o que eu quero com esse falatório todo então é:

1) Nós não comemos igual todos os dias

2) Assim, seguir planos alimentares iguais todos os dias pode ser meio furado, porque ninguém aguenta tanta monotonia, e ninguém tem estômago pra comer todos os alimentos fontes de nutrientes no mesmo dia!

3) Mas quando respeitamos nosso corpo e temos uma alimentação variada, também respeitando vontades e estímulos psicológicos, com o decorrer dos dias nós preenchemos nosso organismo com aquilo que ele precisa. Nosso corpo é esperto, ele nos diz o que ele precisa.

4) Nutricionistas podem ser importante aliados, tendo papel de educador e guia, e respeitando a unidade e diferenças de cada paciente.

5) Dietas de gaveta, dietas de revista, dietas de celebridades e dietas malucas, como dietas da sopa e afins não respeitam o indivíduo, e nem a variação diária no consumo alimentar. Você, leitor, é único, e não deve copiar dietas de outros, ou receber dietas padronizadas. Elas não te respeitam, e insultam seu organismo.

Você é único. Seu dia alimentar é único.

Seus estímulos e interações são diferentes a cada dia.

Por que sua alimentação seria sempre igual?